Orar (Ação)

Jovens católicos fazem ações sociais além das portas da igreja

Emanuelly Fernandes

São Francisco de Assis, o santo católico que abriu mão da nobreza e do dinheiro em favor dos mais necessitados, deixou também o legado dá evangelização além da igreja. Ele dizia: “Evangelize sempre, se necessário use palavras”. A inspiração na mensagem de São Francisco que levou o grupo Pastoreio Jovem, fundado há 28 anos, pelo então arcebispo militar do Brasil, Dom Geraldo Ávila, a criar, em 2012, uma equipe de Ação Social.

Com sede no Santuário do Santíssimo Sacramento, na 606 Sul, o Encontro Pastoreio Jovem (EPJ) atua em distintas ações sociais desde visitas a orfanatos, creches e asilos à socialização com as pessoas e doações de alimentos, produtos de higiene e brinquedos.

“Percebemos que falávamos muito de Deus e praticávamos pouco. O objetivo da criação da equipe era justamente começar a colocar em prática, o que víamos nas reuniões de formação e no nosso encontro semestral. A caridade é um dos pilares da igreja católica, e a Ação Social nós fez um grupo mais completo”, observou Diego Casrilevitz, um dos fundadores da equipe de ação social do Pastoreio e membro do grupo há 10 anos.

A organização não governamental (ONG) Sonhar Acordado foi uma das inspirações para o Pastoreio. Alguns membros do grupo participavam de ações organizadas pela ONG, e após uma reunião com um dos seus coordenadores, tiveram a ideia de levar esse trabalho para o EPJ. O diferencial da Ação Social do Pastoreio é se envolver nas mais variadas atividades, para que os membros do grupo possam ver que existem várias formas de caridade, e assim cada um se dedica a de sua preferência.

Atividades

O Free Hugs, do inglês, significa “oferecer abraços grátis” acompanhados de conversas e palavras de apoio, faz sucesso e tem como alvo locais públicos e movimentados, como o Parque da cidade e a Rodoviária do Plano Piloto. Sérgio Suguino disse que a ação simples gera muitos frutos para quem recebe e quem participa: “O Free Hugs, foi uma das melhores experiências que tive. No começo é estranho até pra gente que está participando. Na correria da vida, muitas vezes a gente nem olha pra quem passa do nosso lado, imagina abraçar”.

Em seguida, Sérgio Suguino acrescentou que: “Mas um simples abraço pode melhorar o dia de muita gente. Ouvi de pessoas, que elas não eram abraçadas há anos. A intenção nessas situações é mostrar Cristo, sem precisar falar do nome dele”.

Visitas e Oração

Nós últimos seis anos, o Pastoreio visitou o Lar dos Velhinhos Maria Madalena, o Hospital de Base, a Vila do Pequenino Jesus, o Lar Jesus Menino, o Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes e a Creche Alecrim na Estrutural. Nas visitas, há brincadeiras para as crianças e dia de beleza para os idosos, além da distribuição de alimentos, matérias escolares, brinquedos e produtos de higiene pessoal.

A advogada Tatiana Rossi, 26 anos, entrou no Pastoreio em 2011, e suas ações favoritas envolvem crianças. A vocação em lidar com os pequenos, acabou levando-a a realizar um sonho, desde 2017, iniciou a faculdade de pedagogia.

“Eu tenho grande apego pela área da pedagogia. Visitar creches e orfanatos me fez ter coragem de começar essa segunda graduação. As visitas são uma oportunidade de colocar em prática a teoria que vejo no curso e na doutrina católica”, afirmou Tatiana.

A Oração do Terço na Rodoviária do Plano Piloto, e no cemitério Campo da Esperança também faz parte das atividades do Pastoreio. Na rodoviária atrai os mais variados perfis, de moradores de rua, até não católicos. Já no cemitério, a intenção é confortar as pessoas que acabaram de perder um ente querido. O grupo também organiza doações de sangue e de medula óssea. Contam com o auxílio do próprio Hemocentro, que disponibiliza uma van para buscar os doadores.

adadadadada
Foto: Allan Costa

Como participar

As atividades da equipe de Ação Social do EPJ costumam acontecer mensalmente. Em algumas situações existe um limite de pessoas que podem se inscrever para participar. Casos como visitas de creches e asilos, que os locais limitam o número de visitantes. É necessário fazer a inscrição e as informações são divulgadas na página do grupo nas redes sociais.

Não existe impedimento para a participação, inclusive não católicos também são bem-vindas, informam os coordenadores. O importante é ter vontade de praticar o bem para o próximo. “A ação social é ir além das doutrinas e crenças, é literalmente viver como Jesus viveu, estando sempre disponível para quem precisar”, afirmou Danilo Ferreira, ex-coordenador da equipe

Serviço:

Para saber quando terá ações sociais e como participar:

Facebook: /pastoreiojovem

Instagram: @PastoreioJovem

Email: comunicacaoepj@gmail.com

Telefone: (Secretária do Santuário do Santíssimo Sacramento) – 3443-8909

*Para se tornar integrante do grupo, as inscrições do encontro podem ser feitas na secretária do Santuário do Santíssimo Sacramento. O limite de idade é de 16 à 30 anos. Para as ações sociais, não existe limite de idade e nem obrigatoriedade de ser membro.

OUTRAS INICIATIVAS

  • Sonhar Acordado

A ONG Sonhar Acordado é uma organização internacional sem fins lucrativos. Surgiu na cidade de Monterrey, no México, em 1998, chegando ao Brasil em 2000. É baseada na formação de jovens líderes para a formação de uma consciência social, por meio de ações positivas. Atuam em parceria com instituições, orfanatos, casas de apoio e hospitais. O objetivo é formar jovens voluntários que participem das ações que eles organizam. Em Brasília acontece todo ano, o Dia do Sonho e a Festa de Natal.

Mais informações: http://sonharacordado.org.br/

  • Casa de Ismael

A Cada de Ismael – Lar da Criança surgiu integrado ao Centro Espírita O Consolador em Taguatinga. Fundada em 1964 pelo senhor Adelmo das Neves, hoje funciona na Asa Norte e atende gratuitamente cerca de 600 crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social. Acolhe crianças órfãs dos dois anos até a maior idade. Em casos mais extremos a permanência é ampliada até os 21 anos. Também recebe menores em caráter emergencial, em caso de lares desorganizados.

Endereço: SGAN 913, Conj. G. Brasília- DF

Telefone: (61) 3272-4731